Saídas de Campo

 

As Saídas de campo da 3° Conferência Internacional de Agricultura e Alimentação em uma Sociedade Urbanizada, serão compostos por 9 roteiros centrados em diferentes experiências localizadas na capital Porto Alegre e seu entorno.

Os dias de campo têm como objetivo conhecer comunidades tradicionais, processos produtivos de base agroecológica, certificação, comercialização, turismo local, entre outros temas associados à agricultura e alimentação.

Os roteiros serão viabilizados através da parceria entre a Comissão Organizadora da III AgUrb, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Sul  (EMATER-RS) e a Via Campesina (site).

 

As inscrições serão realizadas através do e-mail fieldtripsagurb@gmail.com.

 

Pede-se que os interessados enviem os seguintes dados para sistematização das inscrições:

  • Nome completo;
  • RG e CPF para brasileiros e
  • Passaporte para estrangeiros;
  • Instituição vinculada;
  • Telefone para contato.

 

Abaixo, segue a listagem de opções de roteiros. Por favor, esteja atento que cada roteiro possui um valor específico. Este valor cobre as despesas referentes a alimentação no local e outros itens descrito em cada caso. Todos os roteiros incluem o transporte. Este valor deve ser pago a parte das inscrições na Conferência!

Para brasileiros a confirmação da vaga será efetuada mediante pagamento via depósito e envio de comprovante bancário. Para os participantes estrangeiros será feita uma pré-reserva e a confirmação da vaga ficará pendente ao pagamento presencial no primeiro dia do evento.

Todos os roteiros terão como ponto de saída a rótula, próxima ao Salão de Atos da Universidade, às 8h.

 

Dúvidas ou maiores esclarecimentos podem ser enviadas para fieldtripsagurb@gmail.com.

 

 

 

 

ROTAS PARA VISITAÇÃO NA 3ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE AGRICULTURA E ALIMENTAÇÃO EM UMA SOCIEDADE URBANIZADA

Data das visitas: 20 de Setembro de 2018

Roteiro 1: Agroecologia – produção, organização, certificação, ensino e pesquisa

 

Município: Porto Alegre – Zona Rural

Valor: R$ 72,00 (inclusos lanches e almoço)

Organização: EMATER/RS

Breve descrição do roteiro: Você quer conhecer o modo de vida dos produtores agroecológicos de Porto Alegre? Neste roteiro os visitantes têm a oportunidade de sair da concentração urbana do Centro de Porto Alegre e ir até o Lami, no meio rural, onde se encontra o Sítio do Tio Juca, produtor pioneiro em Agroecologia no município. Neste ponto os visitantes serão apresentados a unidade de produção familiar por meio de uma visita guiada para conhecer a produção agroecológica de hortaliças, frutas, biofertilizantes e compostagem. Após a incursão nesta propriedade, os visitantes serão conduzidos à Granja Lia, onde conhecerão a propriedade e a forma de organização da Associação dos Produtores da Rede Agroecológica Metropolitana (RAMA), Certificadora Participativa de Produtos Orgânicos, numa roda de conversa onde também será servido o almoço campeiro. O final do roteiro se dará na Granja Santantônio onde os visitantes participarão de uma visita guiada, com apresentação do método de produção orgânica em harmonia com plantas espontâneas, ferramentas, adubação verde e relacionamento com mercados.

ROTEIRO 2: Caminhos Rurais de Porto Alegre

Município: Porto Alegre – Zona Rural

Valor: R$ 78,00 (inclusos lanches, degustação de cerveja artesanal e almoço)

Organização: EMATER/RS

Breve descrição do roteiro: Este é um roteiro para conhecer um pouco do a diversidade da capital gaúcha no que se refere ao meio rural: diferentes tipos de produção, povos, modos de vida e culturas. Ao chegar no Sítio dos Herdeiros os visitantes poderão conhecer um produtor agroecológico que faz suas próprias sementes e mudas e o cultivo de hortaliças. Na sequência serão conduzidos ao Sítio Santa Fé onde conhecerão o histórico e visitarão a unidade de produção. Antes do almoço ainda, os visitantes poderão conhecer o cacique do Povo Mbyá Guarani, Ka’aguy Mirim, que fará uma breve explanação sobre a tradição da manutenção milenar das sementes do milho guarani, com exposição e venda de artesanato indígena. Após o almoço os visitantes se deslocarão para o Sítio Capororoca onde farão uma visita guiada na produção agroecológica de hortaliças, participarão de uma oficina com aproveitamento de plantas alimentícias não convencionais e poderão degustar cervejas artesanais.

 

ROTEIRO 3: Turismo de base comunitária e pesca

Município: Porto Alegre

Valor: R$ 80,00 (inclusos lanches, almoço e deslocamento de barco)

Organização: EMATER/RS

Breve descrição do roteiro: Este passeio com deslocamento de barco saindo da Usina do Gasômetro, no Centro Histórico de Porto Alegre, possibilita que os visitantes apreciem a paisagem formada pelas águas do Lago Guaíba e as ilhas do Delta do Jacuí, até desembarcar na sede da Colônia de Pescadores Z5 na Ilha da Pintada, onde serão recebidos pelos pescadores que apresentarão a Colônia e a organização do Fórum dos Pescadores do Delta do Jacuí, Lago Guaíba e Norte da Laguna dos Patos. Na sequência haverá uma caminhada guiada pela Ilha, incluindo visitas nos locais de desembarque dos pescadores e nos pontos históricos e culturais. Após será servido o almoço na sede da Colônia, o tradicional peixe na taquara. A tarde será realizada uma roda de conversa sobre os desafios e ameaças à pesca profissional artesanal no Lago Guaíba e Laguna dos Patos e uma oficina de artesanato com escamas de peixe.

ROTEIRO 4: “Manoel Barbosa”: vivências e cultivos quilombolas em áreas urbanas

Município: Gravataí

 Valores: R$ 70,00 (inclusos lanches, almoço e materiais para oficina). O passeio de barco não está incluso no valor e sofrerá variações de acordo com o número de pessoas inscritas no roteiro. Se o roteiro contar com 20 pessoas (nº mínimo para viabilizar o roteiro), o valor do barco sai por R$ 30,00 por pessoa. Se o roteiro for preenchido, o valor do barco será de R$ 15,00.

Organização: EMATER/RS

Breve descrição do roteiro: Neste roteiro para a comunidade Manoel Barbosa, no município de Gravataí, os visitantes terão oportunidade de vivenciar um pouco da história e da cultura dos quilombolas. No local, as pessoas poderão participar de uma oficina de memória histórica da comunidade e de confecção da boneca Abayomi. A manhã segue com uma roda de conversa sobre inclusão social e produtiva e políticas públicas para quilombolas, com extensionistas e mestres tradicionais. Após haverá um almoço com pratos feitos tendo como base a culinária de herança africana. À tarde serão visitados espaços de cultivos quilombolas em áreas urbanas e será realizado um passeio com o barco escola pelas margens do rio Gravataí.

ROTEIRO 5: Turismo de base comunitária e cultural no Quilombo dos Alpes

 

Município: Porto Alegre

Valor: R$ 70,00 (inclusos lanches, almoço e materiais da oficina)

 Organização: EMATER/RS

 Breve descrição do roteiro: Os visitantes irão em direção à cadeia de morros que separa a cidade da zona sul, chegando ao Quilombo dos Alpes, no alto do Morro da Glória, de onde terão uma vista panorâmica do Lago Guaíba e de parte da cidade. Inicialmente, os visitantes serão recebidos na sede da Associação do Quilombo dos Alpes Dª Edwirges, onde será realizada uma Roda de Memória. Na sequência serão guiados pela Trilha da Ancestralidade, das Ervas e da Religiosidade e após o almoço será servido no Octógono (sede da Associação). À tarde, será realizada uma Oficina com as Plantas Medicinais: usos na Religião e na Saúde e no encerramento do roteiro serão servidos chás e quitutes.

 

“São caminhos baseados na ancestralidade e memória, que demonstram a territorialidade vivida pelos moradores ao longo de 120 anos, com objetivo de uma vivência introdutória aos caminhos e à história do Quilombo dos Alpes, valorizando a trajetória da matriarca Edwirges Francisca Garcia da Silva, ao sabor de chás e quitutes que são tradicionalmente cultivados pela comunidade.”

ROTEIRO 6: A tradicionalidade da pesca no litoral norte do Rio Grande do Sul

 

Município: Tramandaí e Imbé

Valor: R$ 60,00 (inclusos lanches e almoço)

Organização: EMATER/RS

Breve descrição do roteiro: om chegada no Museu Abrilina Hofmeister, em Tramandaí, os visitantes serão recepcionados com um café, enquanto ouvem a história da pesca artesanal na região. Após, os visitantes poderão participar de uma caminhada pela Foz do Rio Tramandaí para conhecer o ambiente onde se dá a pesca cooperativa, que é o modo tradicional da pesca de tarrafa feita por pescadores profissionais artesanais, e a interação pacífica deles com os botos.  Na sequência o grupo irá até o Ceclimar – Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos – para conhecer o Projeto Botos da Barra e participar de uma roda de conversa com os pescadores e os articuladores da proposta. O almoço será num restaurante local com pratos à base de peixe e exposição de artesanato ligado a atividade pesqueira. A tarde será dedicada a uma roda de conversa sobre sustentabilidade na pesca artesanal e um passeio para conhecer os sarilhos e embarcações tradicionais.

ROTEIRO 7: A cultura Guarani – Mbya Jeguatá

 

Município: Viamão

Valor: R$ 50,00 (inclusos lanches e almoço)

Organização: EMATER/RS

Breve descrição do roteiro: A saída tem como destino o município de Viamão, onde os visitantes serão recepcionados na Escola da Aldeia Tekoá Jatai’ty, com explanação sobre a Cultura Mbya Guarani e conversa com a liderança da comunidade. O roteiro visa propiciar a imersão na cultura indígena e incluirá uma caminhada pela trilha da aldeia em meio a mata nativa que é o ambiente onde  vivem e se relacionam com a fauna e a flora. Neste momento os visitantes também terão a oportunidade de participar de brincadeiras tradicionais, jogos indígenas como arco e flecha, entre outras. Após o almoço na aldeia, os participantes poderão acompanhar uma apresentação cultural com canto e dança tradicional e uma conversa com membros da comunidade. No local também haverá exposição e venda de artesanato.

ROTEIRO 8: Venha descobrir um novo Litoral através do caminho dos Alimentos

 

Município: Itati

Valor: R$ 60,00 (inclusos lanches e almoço)

Organização: EMATER/RS

Breve descrição do roteiro: A saída rumo ao Litoral Norte do Rio Grande do Sul terá como objetivo proporcionar o caminho do alimento a partir da ótica cooperativista. Nesta visita os participantes serão recepcionados na Cooperativa COOMAFITT, em Itati, com café rural típico da região, onde receberão informações de como os agricultores se organizam em cooperativa para escoar a produção e acessar novos mercados. Após esta conversa os visitantes serão conduzidos à propriedade do Telmo e Sidnei Justin, para conhecer a experiência deles com agrofloresta e de sucessão rural no campo. O almoço será realizado no Sítio Souza, com alimentos produzidos na propriedade. À tarde os visitantes poderão conhecer caminhar pelo bananal orgânico da propriedade. O protagonismo das mulheres nesta região também é incentivado, por isto, está prevista ainda durante a tarde, uma visita a Associação de Mulheres para o Desenvolvimento Comunitário de Três Forquilhas (AMADECOM) e a uma agroindústria gerida por mulheres. Assim os visitantes, além de saberem a história da Associação, vão saber como as mulheres se organizam no campo e como são suas experiências com mercados institucionais. O roteiro termina na sede logística da COOMAFITT, onde ocorre a distribuição de alimentos da agricultura familiar para diversas regiões do estado e onde serão apresentadas as experiências de intercooperação.

ROTEIRO 9: Produção de alimentos agroecológicos produzidos a partir de assentamentos da Reforma Agrária – marca Terra Livre

 

Município: Eldorado do Sul

Valor: R$ 30 (inclusos lanches e almoço)

Organização: Via Campesina e Cooperativa de Trabalhadores Assentados da Região de Porto Alegre LTDA – COOTAP

Breve descrição do roteiro: Visita a Cooperativa de Trabalhadores Assentados da Região de Porto Alegre LTDA – COOTAP, com sua Sede localizada no Assentamento Integração Gaúcha, município de Eldorado do Sul – RS a 15 km, de Porto Alegre, foi fundada 1995. Atualmente conta com 1.462 Famílias Associadas, organizados em grupos produtivos. Os quais são denominamos de Grupos Gestores, sendo eles do Arroz Agroecológico, das Hortas e Frutas, e do Leite, e ainda os Coletivos de Padarias. Estes grupos gestores e coletivos são constituídos por famílias assentadas da Reforma Agrária de 21 Assentamentos, 16 Municípios da Região Metropolitana e Campanha. Neste dia será feito a apresentação da maior experiência de produção de alimentos Terra Livre, em destaque a produção de arroz Agroecológico, após esta apresentação serão visitados agricultores produtor de alimentos Terra Livre, de arroz, de horticultura e a unidade de recebimento e armazenagem de arroz.